Você é ansioso? Leia o texto e saiba como melhorar.

Ilustração em fundo azul mostra mulher com vários ícones de preocupação sobre a cabeça

Quem nunca sentiu uma pontinha de ansiedade na vida que atire a primeira pedra. O problema é quando ela deixa de ser uma preocupação de leve e ganha contornos de doença, nos paralisando e nos impedindo de viver a vida com equilíbrio e saúde física e emocional. E esse, ao que parece, tem sido um dos principais motivos de noites em claro de um número crescente de brasileiros.

Isso por que o Brasil ganhou o preocupante título de campeão de ansiedade no mais recente relatório sobre o tema publicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS): 9,3% da população sofre com o problema de acordo com o documento, valor que é o triplo da média mundial, e supera de longe os Estados Unidos (6,3%). Assim como em outros continentes, as mulheres são as mais afetadas nas Américas: 7,7% sofrem de ansiedade, contra 3,6% dos homens.

Nesse sentido, alguns poderiam pensar que os cristãos estriam isentos desse tipo preocupação, mas não estão. “Fomos ensinados que a vida cristã é cheia de paz e, quando não temos paz, pensamos que o problema está dentro de nós. Não só nos sentimos ansiosos, mas também nos sentimos culpados em relação à nossa ansiedade. O resultado é uma espiral descendente de preocupação, culpa, preocupação, culpa…”, avalia Max Lucado, um dos autores mais respeitados do mundo em temas relacionados a fé e sua aplicação na hora de encarar os problemas do cotidiano.

Em seu livro O fim da ansiedade: o segredo bíblico para livrar-se das preocupações ele convida o leitor a refletir, à luz da Palavra, sobre princípios como a soberania de Deus, o poder da oração, as ações de graça e a meditação como antídotos capazes de lançarem fora todo medo.

Tem sofrido com ansiedade? Está mais aflito que nestes últimos dias? A pandemia tem tirado sua alegria? Que tal voltar os olhos para o Alto, meditar no que o próprio Deus orienta a esse respeito e descansar a mente?

Se precisar de apoio, a leitura desse livro de Max Lucado pode ser um bom começo.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *